IMPLANTE DENTAL

O que são implantes dentais?

São pequenos parafusos confeccionados em titânio, que instalados dentro dos ossos maxilares, funcionam como fixação para diferentes tipos de próteses dentárias. Podem substituir um único dente, vários dentes ou até mesmo todos os dentes. A instalação de implantes passou a ser um procedimento de rotina nos consultórios, mostrando-se rápido, seguro e indolor. Há alguns anos tentava-se a todo custo salvar um dente debilitado, havendo muitas vezes chances reduzidas de sucesso. Atualmente, devido a grande evolução da técnica cirúrgica e também ao avanço tecnológico dos materiais envolvidos, o implante dental passou a ter uma posição de destaque em reabilitação bucal.

Quanto tempo demora o tratamento todo?

Depende de cada caso. Após a colocação (fase cirúrgica) o implante permanece em repouso por um período que pode variar de 2 a 5 meses, durante o qual ocorre o fenômeno biológico da osseointegração (união direta do titânio ao osso). Então ele é reaberto e uma coroa de porcelana lhe é conectada (fase protética). Atualmente o sistema de implantes Straumann pode reduzir essa espera para apenas quatro semanas.

Vou ficar sem dentes até lá?

Não. Durante o período da osseointegração pode ser confeccionada uma coroa provisória no local até a instalação da definitiva. Se a condição óssea estiver favorável, esse provisório já pode ser fixado diretamente ao implante recém-instalado. É a chamada carga imediata.

 

Existe perigo de rejeição?

Também não. A rejeição acontece quando um órgão (rim, coração, etc.) é transplantado de uma pessoa para outra, por estabelecimento de uma defesa orgânica natural ao corpo estranho. Nos implantes dentais não ocorre rejeição, primeiro porque não são transplantes e segundo porque não são órgãos e sim metais biocompatíveis e bioinertes.

 

 

 

 

 

 

 

E se eu não tiver osso suficiente para o implante?

Há casos em que a tomografia pedida pelo dentista evidencia um déficit ósseo na região que receberá o implante. Esse problema quando ocorre, é quase sempre solucionado por meio de enxertos que podem ser de origem sintética, bovina ou até mesmo obtida do próprio paciente. Em poucos meses a condição se torna favorável à instalação. Hoje, a taxa de sucesso dos implantes é alta (cerca de 95%), havendo diversos estudos científicos comprovando sua eficácia, mesmo após muitos anos de função mastigatória. Existe, porém, uma possibilidade pequena de perda do implante (não ocorrência da osseointegração) normalmente logo após o período de repouso pós-implantação. Nestes casos o implante é removido facilmente, devendo ser recolocado um novo no local.

“O implante osseointegrado é uma das maiores evoluções da ciência, uma solução definitiva, segura e que devolve integralmente estética e função de um dente natural, eliminando a idéia de mutilação que a falta de um dente nos trás, sem que para isso tenhamos que lembrar que usamos um implante”.

Apesar do texto claro, é importante lembrar que nada substitui o exame clínico feito por um profissional capacitado.

Desta forma, se você pode se beneficiar com um implante dental, marque uma avaliação conosco pelo telefone 11 55352891 e esclareça suas dúvidas. Todos os procedimentos relativos à instalação do implante são executados em nossos consultórios, desde a fase cirurgica até a fase protética.

Dra. Eliane Alaver – Fases cirúrgica e protética

Dr. José Marinho – Fase protética com ênfase em estética

You must be logged in to post a comment.