TRATAMENTO DE CANAL

Você sabe como e quando é feito o tratamento de canal?

Ele é indicado nos seguintes casos:

  1. Quando a dor de dente se torna persistente e/ou intensa.
  2. Quando o dentista diagnostica a necrose do nervo dental, acompanhada ou não de inchaço.
  3. Por motivos protéticos, ou seja, quando o dente necessita de próteses, pinos intra-canais, etc.

 

 

 

 

 

O profissional, após uma adequada anestesia, vai remover o nervo dental, promover a desinfecção por meio de instrumentação rotatória e irrigação química, alargando o interior destes condutos e por fim a obturação ou o selamento dos canais. Com isso o dente fica pronto para receber um tratamento restaurador ou protético, restabelecendo a estética e a função.

 

 

 

 

 

 

TRATAMENTO DE GENGIVA


A placa bacteriana é a causadora de praticamente todos os problemas de gengiva. Uma escovação mal feita e o uso incorreto do fio dental promovem a inflamação superficial da gengiva, conhecida como gengivite. Neste estágio a gengiva sangra com facilidade, inclusive durante a escovação. Com o tempo esta placa calcifica, dando origem ao tártaro. Agora a inflamação/infecção já pode atingir tecidos mais profundos, gerando o aparecimento de bolsas periodontais, retração de gengiva e reabsorção óssea, culminando com a perda do dente em casos mais avançados. O tratamento periodontal nada mais é do que a remoção do tártaro por instrumentos ultrassônicos e da placa bacteriana pelo jato de bicarbonato, devolvendo a saúde para a gengiva. Em casos mais complexos, onde ocorre um comprometimento maior do periodonto, são necessárias curetagens e cirurgias diversas.

Procedimentos Preventivos de Higienização Bucal 

O que é placa bacteriana? Qual a diferença entre placa bacteriana e tártaro?

A placa é um filme aderente de bactérias que constantemente se forma na superfície dos seus dentes. A placa instalada ao longo da linha da gengiva pode se acumular e endurecer transformando-se em tártaro.

Que problemas posso vir a ter se não seguir uma rotina diária de escovação e uso do fio dental?

O acúmulo de placa bacteriana e tártaro, além das cáries que todos conhecemos, causam a gengivite que representa uma inflamação da gengiva com presença de sangramento e dor ao toque. A persistência do quadro pode levar a periodontite que, dependendo do grau, além do grande incômodo causa problemas na sustentação do dente (mobilidade) e sua consequente perda.

 

Como devo fazer minha higiene bucal diária?

1 – Escovando seus dentes no mínimo três vezes ao dia (após o café da manhã, almoço e jantar), com uma escova de cerdas macias de boa procedência e pasta dental com flúor. A escovação deve ser feita de 2 em 2 dentes com as cerdas posicionadas nas faces externas formando um ângulo de aproximadamente 45º (figura 1). Faça movimentos vibratórios horizontais de vai-e-vem com pressão mínima. Não se esqueça das faces internas e mastigatórias dos dentes (figuras 2 e 3).

2 – Passando o fio ou fita dental ao menos 1 vez ao dia. Curve o fio suavemente ao redor da superfície lateral de cada dente e movimente-o no espaço interdental em direção à gengiva, penetrando ligeiramente na linha gengival. Faça movimentos de vai-e-vem no sentido vertical para a remoção da placa acumulada, repetindo do mesmo modo na parede do outro dente. Em caso de sangramento não suspenda o uso.

3 – Fazendo bochechos diários com soluções antissépticas sem álcool (Oral B, Plax, etc). Bochechar por 30 segundos, cuspir e repetir a operação.

E ainda: Programe uma limpeza profissional a cada 6 meses com seu dentista, para ajudar os seus dentes a ficarem livres da placa e do tártaro.

 

You must be logged in to post a comment.